quarta-feira, 16 de maio de 2012

A Agenda - Diário.

Muitas escolas de Educação Infantil adotam a agenda como meio de comunicação. É um modo prático e eficiente dos professores se comunicarem com os pais. Concordo!

Teacher, devo confessar aqui, amamos encher a agenda de glitter, fru-fru, corações e arabescos; Além de teachers, somos mulheres e ADORAMOS frescurinhas.... 

Dias atrás, tava num blog de uma mamãe que fez um post sobre o tanto que ela escrevia na agenda da filha e o quanto ela adorava e ao mesmo tempo se controlava para não escrever demais... he-he.

Eu respondi o post dela, dizendo que sim, adoramos recadinhos, mas que a questão em si era o TEMPO. Sim minhas caras, porque eu vou dizer, TEMPO no jardim da infância é algo  precioso. Em questão de segundos, as coisas acontecem. E entenda por coisas de mordidas e empurrões, à  testa rachada e pernas quebradas; Sendo assim, façam os cálculos: uma sala média, numa escola particular, tem em geral 15 alunos por sala. Se gastarmos 5 minutos escrevendo e respondendo cada detalhe dos recadinhos enviados, seriam 75 minutos = 1:15hs.  Imaginem o caos que viraria?  Se em 5 minutos as coisas mais improváveis podem acontecer, imagine em 1:15?? É.

E tem mais, e este é meu motivo número 1: O poder da escrita;  Eu, particularmente, amo escrever e muitas vezes, me expresso melhor escrevendo. Mas para isso, preciso de tempo e na correria, o que escrevemos pode ser mal interpretado. O tom de voz, a intenção, os sentimentos são difíceis de serem transmitidos num pedaço de papel. E uma confusãozinha pode começar por nada...

Mas... você deve escrever? 

Deve. O essencial. O necessário. O Sim e o Não do passeio. Um ok, pode deixar. Um recadinho carinhoso, um toque ou uma idéia... serão sempre bem-vindos!! Contudo, não fique triste se a resposta for um simples OK. Aposte que a resposta é simples para que a atenção aos pequenos seja sempre prioridade!



E Boa Aula!

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Adaptação Escolar - Dicas


Bom, 
Todas sabemos que a adaptação escolar é sempre um novo desafio. Especialmente aos pequenos que nunca foram à escola antes.

E como fazer?? 

Bom, caras mamães e caras leitoras... tudo depende das regras colocadas por cada escola. Leia, entenda e aceite as instruções que a escola estabeleceu. Pode ter certeza de que foi tudo pensado com o intuito de fazer essa etapa ser transcorrida da melhor forma possível. Sugestões, óbvio, são sempre bem vindas.

Mas tem sempre as regras gerais e essas dicas eu dou do ponto de vista do Professor/Teacher:

1- Avise a criança apenas alguns dias antes que ela vai à (uma nova) escola. Não antecipe muita informação. Arrume a mochila na noite anterior e chame seu filho para participar desse momento. Mostre o uniforme e novos (possíveis) acessórios que vão fazer parte da rotina dele. No carro/caminho lembre-o do que vai acontecer na escola e de VOCÊ irá buscá-lo logo, logo;

2- No portão, (de acordo com as regras de cada escola) de preferência à não entrar na escola. Diga beijo e tchau. Vire as costas e saia. Ele pode chorar, mas passa. Confie nos profissionais da escola, eles certamente vão fazer de tudo para acolhe-lo; (VOCÊ pode e deve chorar muito, mas no carro, longe da criança, please) :)

3- A gente jura que se a criança chorar muito, ligamos sempre para a mãe;

4-  Seja persistente, pode levar algum tempo, mas a criança se acalma. Até mais que 1 mês, mas com a ROTINA as coisas melhoram muito.

5- Rotina. Tenha uma e mantenha por um bom tempo, se não para sempre. Rotina mostra regularidade, o que passa segurança para a criança e diminuí a ansiedade. Estabeleça horários para a TV, almoço, banho e uniforme.

6-  Tenha um ponto de aconchego (dependendo da idade da criança) pode ser uma naninha, uma chupeta, paninho, boneca. Algo que a criança seja apegada e que traga conforto num momento de stress. 

7 - Na sala de aula (caso isso faça parte do programa de adaptação da escola) procure ficar o mais distante possível da criança e se esforce para que ela crie laços com a professora e funcionários da escola. Se seu filho(a) estiver bem e entrosado, vá embora. Muitas vezes, a criança está super bem e ao ver a mãe, volta ao choro. Fotos também devem ser controladas. No portão, em casa, mas não durante o trabalho e EM ESPECIAL, nesta semana onde qualquer motivo de distração dever ser evitado;

8- Caso seu filho se recuse à ir com as professoras ou funcionárias da escola e não saía do seu lado, você tem duas opções: 1- Entregue a mãozinha dele e saia. (coisa difícil demais de fazer), ou 2- ignore-o. Sim. Ignorar. Completamente. Muitas vezes vejo mães tendo longas conversas com o filho, tentando lembrá-lo do "combinado" que tinham feito, e conversinha aqui, e mas meu filhinho ali,  e sinceramente devo dizer, sabe o que ele está entendendo? Blá, blá blá, blé, blé, blé.... e minha mãe está me dando atenção, então vou ficar aqui. Crianças de 1 ano à 5 anos não entendem regras muito bem, não se lembram de acordos e são levadas sempre pela emoção. Especialmente os mais novinhos. Não importa o que você fale, ele só compreenderá que você está dando atenção e isso é tudo que ele precisa. Neste momento ficar quieta e mostrar que ficar ao seu lado não é legal, nem divertido é sua chave para o sucesso.

9-  Mande um lanchinho light, que a criança goste, mamadeira (se for o caso) e evite coisinhas que possam gerar competição ou que sejam "porcaritos". (No "Comer para Crescer" tem várias opções de lancheiras saudáveis)

10- Confie e acredite nos profissionais que VOCÊ escolheu. Dê esse crédito aos professores e tempo. Tempo é sempre a chave de tudo; Evite ficar "espionando", aparecendo na janela, só para dar aquela olhadinha. Acredite que toda escola tem um planejamento e atividades específicas para cada idade. 

11- Seja pontual ao entregar e buscar a criança na escola. Venha no horário estabelecido, e evite atrasos; Ao pegar a criança de volta sempre a elogie pelo bom comportamento e por ter ficado na escola sem chorar!